Sacando dinheiro no Uruguai

Resultado de imagem para cajero automatico

Fonte: BCRA

Ontem, uma pessoa que achou o blog nesses sites de pesquisa da vida, achou com a seguinte expressão “como sacar banred”. Eu achei uma ótima ideia e decidi falar para vocês como funciona. Durante os meus 12 dias no Uruguai, eu saquei sempre por essa rede, a BanRed. Existem duas, na verdade. A BanRed e a RedBrou. É bom perguntar no teu banco qual dessas duas aceita o teu cartão de crédito/débito. Eu não perguntei. 😛 Eu não sabia mesmo, só entrei no primeiro banco que vi perto do meu hostel em Punta del Este e deu certo. Foi o BanRed que eu usei, meu cartão era Visa, e minha conta do Banco do Brasil. As redes internacionais mais aceitas nas redes do Uruguai são Visa, Mastercard, Cirrus e Maestro. Além de saber onde sacar, tu tem que saber (e isso também pode ser perguntado no teu banco) qual é a taxa de saque e qual o valor máximo que pode ser sacado por dia. Taxa? Como assim? É, existe uma taxa que será cobrada para além da quantia que tu irá sacar. Essa taxa ou é cobrada pelo uso de caixa automático em outro país, ou pelo saque de moeda estrangeira, ou pelo uso de caixa automático que não é do banco ao qual o seu cartão pertence. A quantia não é tão alta, mas evite sacar o tempo todo. Quando sacar dinheiro, saque uma quantia para passar alguns dias. Por exemplo, quando estava indo embora de Punta del Este, saquei dinheiro suficiente para passar os três dias em Punta del Diablo e um dia em Cabo Polônio, visto que eu não sabia onde e quando encontraria um caixa automático. Abaixo, clique nos logos para saber onde existem ATM’s dessas redes pelo Uruguai.

Resultado de imagem para LOGO BANRED               Resultado de imagem para LOGO redbrou

Como as redes internacionais mais aceitas são Visa e Mastercard, deixo também os links para acharem ATM`S onde podem sacar com o cartão de vocês. É só clicar na imagem!

Resultado de imagem para logo visa                Resultado de imagem para logo visa

Tá, e como saca na rede BanRed?

Bem, vou falar só dela porque foi a que funcionou pra mim. Tentei em um caixa automático da RedBrou no terminal de Cabo Polônio e não aceitou o meu Visa. Os caixas da BanRed são bem fáceis de usar e é tudo em espanhol, mas te acalma. Funciona assim:
1) Coloca o cartão no caixa. Ele vai engoli-lo, mas não se apavore que nem eu. O cartão ficará lá dentro enquanto a transação não terminar.
2) Seu cartão será lido e tu terá que digitar a tua senha de 6 dígitos.
3) Como tu irá sacar, vai apertar ou o botão “Retiro $” (para sacar pesos) ou o botão “Retiro U$$” (para sacar dólares). Se quiser saber teu saldo, aperte o botão “Consultas”. Ele vai te perguntar se tu quer sacar da conta corrente, então aperte em “Cuenta Corriente”.
4) Tu digitará a quantia que tu quer e confirmar. Se não rolar de sacar essa quantia, o caixa vai te dar opções, mas, obviamente, tu não precisa segui-las. E, sim, acredite, tu terá que fazer de cabeça a conversão do quanto quer sacar.
5) Para terminar o processo, o caixa vai te avisar que quantia será cobrada a mais (é a tal taxa). Tu aperta confirmar, pega de volta o teu cartão, pega teu dinheiro e o comprovante e sai lindo(a), ryco(a) e saltitante com seus pesos ou dólares. Não na mão, né? Por favor, tenha cuidado ao sair do banco.

O RedBrou funciona mais ou menos assim também, então, não tem mistério. Mas, antes de sair de viagem, lembre-se de ir ao teu banco, desbloquear o teu cartão para usar no exterior, perguntar em que rede tu pode usá-lo, o máximo que tu pode sacar por dia e o que mais tu quiser perguntar. Certo? E bora viajar!!

12 comentários sobre “Sacando dinheiro no Uruguai

  1. Pingback: Sacando dinheiro em Buenos Aires | O mundo fora do Aquário

  2. Jussara

    Então sou mais uma que chegou aqui procurando por algo parecido, hahaha. Eu procurei por “banred uruguai” (e achei engraçado quando entrei na página e vi que era seu blog). É que fiz saques lá na função débito, mas o maledeto BB me cobrou no débito E no crédito, acredita? Nunca tinha tido problema antes, sempre saquei no débito e caiu no débito (a palhaçada de cobrarem no crédito começou ano passado, mas pensei que tivesse sido desatenção minha). Fiz tudo certo, sou escolada nesse negócio de saque, então acho que é má fé do banco. Nunca tinha dado errado antes… Estou indignada, e já pensando na dor de cabeça que isso vai dar. Sorte que tenho o comprovante onde está escrito que o saque foi da conta corrente (não sei se isso vai ajudar, mas…). Embora hoje o IOF esteja igual, no crédito é sempre pior, eles cobram taxas abusivas.
    Tenho que voltar pra comentar da minha ida a Cabo Polonio (deu certo, aeeeeeee). Foi super rápido, mas valeu muito a pena. =)

      1. ellentsqueiroz Autor da Postagem

        Hahah, legal que caiu aqui no blog, Jussara. Na real, esses posts de saque são os mais acessados, é dúvida principal do povo.

        Então, essa coisa de ser cobrado no débito e no crédito tá acontecendo muito ultimamente, não sei por quê. Minhas primas passaram por isso na última viagem, foram no banco e eles não sabem dizer o que aconteceu. Bom, se nem eles sabem, imagina os clientes né? Espero que tu consiga resolver logo. Ah, e me conte da viagem (deu certooo, uhul) que eu quero saber de tudo! 😛 Pode me mandar por email se quiser: ellen_tsqueiroz@hotmail.com 😉
        bjbj

        1. Jussara

          Oi, Ellen, graças aos céus consegui resolver o problema sem ter que ir ao banco. Eu reclamei nas redes sociais (hoje isso ajuda muito) e eles me responderam. Disseram que para a bandeira Visa é assim mesmo: o débito “transita” pela fatura mas é debitado na conta corrente, gerando um “crédito” na fatura (eu chequei direitinho, e realmente isso aconteceu). Eu perguntei o porquê, já que antes caía direto na conta, mas eles não responderam. Se responderem eu comento aqui. No fundo eles devem lucrar com isso, não tem outra resposta.
          Mas é sempre bom ficar atenta, pra ver se o crédito foi gerado mesmo. Segundo eles, se a bandeira do cartão for Master, o saque cai somente e direto na conta corrente, fica a dica aí para o pessoal que tem cartão do BB.

          Podexá que te mando e-mail contando da viagem, sim, é até melhor, devido à minha incapacidade de resumir. ;D Eu peguei uma gripe muito chata, então talvez demore um pouco pra escrever; eu tardo mas não falho. 😉 Mas tenho acompanhado os posts aqui, e quando melhorar vou ver se comento em alguns (por falar nisso, teria como você liberar os textos para serem lidos pelo feed? Só aparecem para mim os primeiros parágrafos, daí tenho que entrar no blog para terminar de ler).
          Bjs.

          1. ellentsqueiroz Autor da Postagem

            Então, nenhuma das minhas primas conseguiu recuperar esse “extra” que saiu do crédito, acho que vão ter que pagar, o banco não sabe explicar nem nada.. Eles, com certeza, devem estar lucrando muito com isso. Muito legal se tu souber de mais informações e postar aqui, assim ajuda a galera que passar pelo mesmo problema. Muchas gracias.

            Tá, vou esperar teu mega email (adooooro) me contando. E vê se melhora da gripe hein. 🙂 Sobre o feed, mexi numas coisas aqui, acho que liberei, não tenho certeza.. hahah.. até hoje tô aprendendo a mexer nesse wordpress loucoo. haha.. bjbj

          2. Jussara

            Em relação à cobrança no débito e no crédito, eles me responderam depois que as transações a débito (como saques) realizadas com o cartão de crédito Visa no exterior, apenas “transitam” pela fatura para efeito contábil, sendo o débito efetuado na conta corrente. E que nesse caso não há duplicidade. Eu não sei que efeito contábil é esse, mas se eu fosse suas primas não pagaria, pois se o banco cobrou duplamente ele tem que saber o porquê, não é mesmo? Elas conferiram direitinho a fatura? Na minha veio um sinal de “menos” na frente (-), indicando que foi estornado. Esses valores não entraram no total, mas a taxa por saque entrou. Só sei que banco só nos dá dor de cabeça.

            Haha, vou te escrever assim que melhorar, podexá. Vamos ver no próximo post se deram certo suas mexidas. rs Todo mundo que tem blog no WordPress fala que é meio complicado de mexer mesmo, mas dizem que é bem melhor que o blogspot. Obrigada pela tentativa, se tiver funcionado eu te falo.
            Bjs.

          3. ellentsqueiroz Autor da Postagem

            Ah tá, então vou avisar minhas primas dessas coisas. Vamos ver no que dá. Obrigada mesmo pelas informações, Jussara. Já estou avisando o pessoal que vem me perguntar sobre essas coisas de cartão pra cuidarem essa coisa do crédito e, se necessário, até viajar com a função crédito bloqueada pro exterior. Às vezes pode ser a solução pra não ficar dando dinheiro sem saber o porquê pro banco né, sl.

            Vamos nos falando. bjbj

  3. raphaelcuquetto

    No Chile sacando nos caixas da bandeira Cirus, aconteceu isso comigo também, depois vi como funciona, na hora do saque, envia o dinheiro da conta corrente para o cartão de crédito, como se fosse um cartão-pré pago desses Visa Travel, e depois saca o dinheiro do crédito.

  4. Pingback: Sacando dinheiro em Buenos Aires

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *