[RELATO] 18º DIA – BUENOS AIRES > MENDOZA

Quinta-feira – 16 de janeiro de 2014

Bom, os quatro dias em Buenos Aires mais pareceram os 12 dias que passamos no Uruguai de tão longos que foram. Acordamos já arrumando nossas coisas pra ir embora. Fizemos check-out e, em seguida, fomos encontrar o Fernando, um amigo meu argentino que foi hospedado pelo Couchsurfing aqui em Porto Alegre por uma amiga minha em 2012 e que eu chamei pra passar o Ano Novo de 2013 com a minha família. Foi muito bom ver ele. Gentil demais, ele pagou o almoço pra todas as três, disse que era ele que estava convidando. Querido. Aliás, comemos pizza. Marcamos com ele em frente à pizzaria Kentucky (Av. 25 de Mayo com a Mitre, perto da Casa Rosada). O atendimento é bem rápido, as pizzas são vendidas por pedaços ou por combo e dá pra levar. Pelo que eu vi, é tudo bem barato, vale a pena. Fomos comer as pizzas na Plaza de Mayo.

2

Pizza na plaza – Foto: Lisiany Prestes

O Fer tinha só 1h de intervalo, então logo teve que voltar pro trabalho. Eu e as gurias nos despedimos dele e passamos no super pra comprar pão e presunto, eu comprei galletitas Toddy (acreditem quando dizem que esse negócio é bom) e uma garrafa de Fernet (porque esse costume argentino de ter Fernet na geladeira passa a ser nosso quando a gente fica muito tempo por lá).
Voltamos para o hostel, nem eu, nem a Cassy conseguimos nos despedir do Dave e do Tobias, mas todas nós conseguimos nos despedir do Junior, uma das maiores figuras da nossa viagem. O hostel chamou um táxi pra nós, estávamos atrasadas, achamos que íamos perder o ônibus e, quando chegamos, não conseguíamos achar o tal do busão, até um cara nos falar que era um bus amarelo, mas, na real, não tínhamos achado porque ele simplesmente não havia chegado ainda. Ufa! Logo avistamos ele e, quando fomos colocar nossas mochilas no bagageiro, o cara pediu propina. Dessa vez, eu não dei nada, mas essa coisa de propina se torna comum a partir daí. Entramos no ônibus e só chegaríamos no dia seguinte pelas 7/8h da manhã. ::dãã2::

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *