Gramado e Canela – As queridinhas da Serra Gaúcha

DSCF1413Paradouro Lago Negro

Pensou em turismo no Rio Grande do Sul, pensou em Gramado e Canela. Que atire a primeira pedra quem nunca lembrou diretamente dessas cidadezinhas liiiindas e charmosas, com um ar todo europeu, que a gente tem até vontade de colocar dentro daquelas bolas de vidro e levar para casa. Quando penso nesses dois lugares, me vêm muitas lembranças à mente. Durante esses 24 anos, já fui diversas vezes para lá. Com a família, com os colegas de escola, com amigos da família. No inverno, na primavera, para ver o Natal Luz, para comer. Lembro de chocolate, de café colonial, de hortênsias, de luva, gorro e cachecol. São destinos batidos para os gaúchos, mas que valem muuuito a visita para quem se aventura em busca de turismo gastronômico, alcoolico, chocólatra. E para quem curte as paisagens bonitas da serra também, claro. 😛

Reino do Chocolate Caracol

DSCF1434Lago Negro

Gramado é uma cidade para se visitar em todas as épocas do ano, mas eu aconselho a ir no inverno ou na primavera, que é quando o ambiente convida a aproveitar certos prazeres da vida como um bom vinho em frente à lareira, um fondue à luz de velas ou, até mesmo, a decoração natural das flores em cada rua que se passa. Gramado é um lugar preparado para receber turistas e para quem gosta de fazer compras. Para aqueles que curtem economizar, apesar da careza da cidade, não vão resistir a levar, pelo menos, um chocolatinho caseiro. Mesmo não sendo um lugar muito indicado para mochileiros, ainda acho possível fazer uma viagem econômica para lá e aproveitar bem mais, visitando pontos turísticos que não entram na rota tradicional. Além desses atrativos, essa cidade ainda faz milhares e milhares de pessoas se deslocarem, todos os anos, do conforto de suas casas para os seus famosos festivais: Natal Luz, Festival de Cinema, Chocofest e Festa da Colônia. Cultura para além de seus museus e sua arquitetura.

Catedral de Pedra

Parque Terra Mágica Florybal

DSCF1399Nham!!

A 6km de Gramado, se encontra a pequena, calma e cheia de hortênsias Canela, que também faz fronteira com Três Coroas, São Francisco de Paula e Caxias do Sul, três cidades que, assim como as anteriores, merecem a sua visita. Esse lugar é, principalmente, para aqueles que curtem ecoturismo porque conta com diversos parques e belezas naturais. E para quem quer aproveitar ainda mais a gastronomia da região, não pode perder de comer o apfelstrudel, torta de maçã com sorvete ou nata. O lugar indicado para isso é o Castelinho Caracol, que também conta com um museu histórico. Além de tudo isso, os admiradores de arquitetura continuam a se fartar com as casinhas que mais parecem de boneca e as decorações feitas pelos moradores. Para fechar, não podem faltar os festivais, como o Festival Internacional de Teatro de Bonecos e o Sonho de Natal.

O que conhecer em Gramado:

  • Lago Negro (Rua A. J. Renner)

– Cartão postal da cidade. Ótimo para caminhadas, passeio de bicicleta, pedalinho, piquenique ou para ficar lá, de boa, admirando. Conta com estacionamento e restaurante.

– Lá, pode-se acompanhar o processo de produção do chocolate. O passeio é gratuito.

– Horários: de segunda a sexta, das 8h30min às 11h30min, e das 13h30min às 17h30min.

– Caracol é o chocolate mais tradicional da cidade, portanto, vale muito fazer uma visita à fábrica. O passeio não é gratuito porque , na verdade, é mais que um passeio. A visita conta com um espaço temático chamado Reino do Chocolate, onde os visitantes passam por uma experiência lúdica que apresenta desde o surgimento do chocolate até a produção.

– Entrada: R$ 10.

– Horários: de segunda a sexta, e domingo, das 9h às 19h, e sábados e feriados, das 9h às 20h.

  • Igreja São Pedro (Av. Borges de Medeiros)
  • Igreja Evangélica da Confissão Luterana do Brasil ou Igreja do Relógio

– Visita das 14h às 18h.

– Fica dentro do Parque Knorr. Lá, é possível ver renas e o próprio Papai Noel, e visitar lugares como a Pirâmide de Natal, a Praça da Neve, a Árvore dos Desejos, a Fábrica de Brinquedos, entre outros museus e áreas com decoração e motivos natalinos-cristãos.

– Horários: Fica aberto o ano todo, das 10h às 20h30min.

– Entrada: R$ 12,00 (a partir de 60 anos); R$ 15,00 (crianças com até 1,20m de altura); R$ 24,00 (ingresso adulto).

– Por R$ 20, você vê os mais famosos pontos turísticos do mundo em miniatura. Para quem viaja com crianças, é um passeio a se fazer.

  • Lago Joaquina Rita Bier (Rua Leopoldo Rosenfeld, 818)
  • Rua Coberta

– Para quem procurar um lugar cheio de restaurantes e bares. Se não gosta de espaços muito turísticos, passe longe dessa área.

– Parque de neve indoor. Dizem ser o maior da América Latina. Custa R$79 para se ter o direito de entrar na área de neve artificial com roupas especiais e mais R$ 10 para guardar sua roupa em um guarda-volumes. Além disso, tem o Tubing, o Airboard (descida na neve numa boia inflável grande) e um mini zoológico de animais pré-históricos mecatrônicos. Dá para esquiar ou fazer snowboard. Para quem já sabe, o aluguel do acampamento custa R$25; para quem quer aprender, vai ter que desembolsar R$ 65. Lá dentro, ainda tem lojas e pista de patinação no gelo.

  • Passeio na Maria Fumaça

– Esse passeio procura apresentar a cultura italiana no estado e proporciona uma pequena viagem por algumas cidades serranas e degustação de vinhos e queijos. Dura um dia inteiro.

  • Mirante para o Vale do Quilombo

– No caminho de Gramado para Canela, pela Avenida das Hortênsias, encontra-se um mirante para o Vale do Quilombo, paisagem famosa da região. O caminho é bem sinalizado.

  • Greenland (Rua Bela Vista, 353)

– Fica dentro do Parque Knorr, que conta com trilhas suspensas e uma ponte pênsil em meio a muita natureza e animais.

– Entrada: R$ 5 por pessoa.

– Horários: sextas, sábados e domingos, das 10h30min às 18h. A bilheteria encerra 30 minutos antes das 18h.

– Para quem quer viver a primavera ainda mais intensamente, esse parque demonstra os diversos tipos de lavandas e suas propriedades terapêuticas.

– Entrada gratuita, de terça a domingo, das 9h às 17h.

  • Casa do Colono (Praça das Comunicações)

– Local especializado em artigos coloniais artesanais, desde comidas caseiras a souvenirs. Fica ao lado da rodoviária.

  • Praça Major Nicoletti
  • Praça Leopoldo Rosenfeldt
  • Rótula das Bandeiras

O que conhecer em Canela:

  • Parque do Caracol

– Queda de mais de 130m de altura. Tem o teleférico para quem preferir e tem trilha e escadaria de mais de 700 degraus para quem prefere se aventurar até a queda da cachoeira Caracol.

– Entrada: R$18,00.

  • Catedral de Pedra (Praça da Matriz, 69)

– Sua construção se deu de 1953 a 1987. Em estilo gótico, ela está situada no centro da cidade, na Praça da Matriz, e é o ponto turístico mais conhecido de Canela.

  • Praça da Matriz
  • Alpen Park (Rodovia Arnaldo Oppitz, 901)

– Lá, se encontra diversas opções de diversão como tirolesa, montanha-russa, arvorismo, passeio de quadriciclo, entre outros.

– Horários: diariamente, das 9h às 18h.

  • Museu da Moda

– Esse museu é incrível para os amantes e não amantes da moda. São apresentados 4.000 anos de transformações no vestuário feminino.

– Localizado na área da Cervejaria Farol, a torre do Farol possui 137 degraus e lá de cima é possível ter uma vista de toda a cidade. Para quer aproveitar para fazer um tour cervejeiro, a fábrica aceita visitação.

– Outro passeio para quem curte trilha e natureza. Conta com belas paisagens, animais e cachoeira.

– Entrada: R$6 para crianças e idosos; R$12 para adultos.

  • Caminho das Graças

– Fica no caminho entre o Parque Caracol e o Parque da Ferradura e consiste em possuir diversas esculturas religiosas decoradas pelos moradores.

– Conta um pouco da época da Revolução Industrial.

– Entradas: R$7 para crianças e idosos; R$ 15 para adultos.

– Loja e fábrica de velas esculpidas à mão, são mais de 400 tipos de vela. Vale a pena a visita.

– Museu aberto e natural. Para quem gosta de caminhar em meio à natureza.

  • Fábrica da Florybal (Rua Tristão de Oliveira, 1200)

– Fábrica de chocolates conhecida que também oferece visitação de graça.

– Horários: diariamente, das 8h às 18h30min.

– É um parque temático sobre dinossauros e chocolates. Tem trilha, tem teatro, tem cinema, tem loja de chocolate… Levem suas crianças, principalmente a interior.

– Entradas: R$9,99 para idosos; R$30 para crianças; e R$40 para adultos.

Venham conhecer a Serra Gaúcha. Comecem por essas belezinhas e vão além. 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *